Bebê

A beleza e os benefícios da amamentação

Nos últimos anos, tem havido muito debate em torno da questão da amamentação. Embora a decisão de amamentar seja pessoal, há inúmeros benefícios para mãe e filho que devem ser explorados.

Um dos motivos mais importantes para amamentar seu filho está relacionado à qualidade da comida que seu filho está ingerindo. Embora a fórmula infantil possa satisfazer as necessidades nutricionais das crianças, não é o alimento ideal para os bebês.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, a amamentação é a melhor fonte absoluta de alimento para bebês. A fórmula de bebê comercial é composta de inúmeros conservantes e subprodutos de outras técnicas de produção de alimentos que não têm benefícios comprovados para o seu filho.

A fórmula também é extremamente rica em gordura, e leva os pais a acreditar que seu filho está prosperando porque está ganhando peso. Este não é necessariamente o caso.

O leite materno, por outro lado, passou por milhões de anos de desenvolvimento no laboratório da natureza. Inúmeros estudos provaram que não há substituto razoável para o leite materno. O leite materno tem a incrível capacidade de se transformar e se adaptar às necessidades do seu bebê em vários estágios de desenvolvimento.

 

O colostro é um exemplo incrível da forma como o corpo de uma mulher produz a comida perfeita para o bebê. É o primeiro líquido produzido por uma mãe, geralmente começando alguns meses antes do parto. Ele difere ligeiramente na aparência do que o leite materno, na medida em que é mais espesso e tem um tom amarelado.

Tem uma alta concentração de anticorpos, o que ajuda os recém-nascidos a afastar doenças e a construir sistemas imunitários fortes e estáveis. É extremamente fácil para os bebês digerirem, e também tem um efeito laxante para ajudar a facilitar a digestão.

Estudos também mostraram que existe uma relação direta entre a amamentação e a capacidade cognitiva e a inteligência de uma criança. Simplificando, bebês amamentados têm QI mais alto do que seus pares alimentados com mamadeira.

Alguns estudos concluíram que quanto mais tempo uma criança é amamentada, maior o QI que ela terá. Outros estudos mostraram que crianças amamentadas têm menor incidência de infecções de ouvido. Isso é significativo quando se considera o uso excessivo de antibióticos e a doença resistente a antibióticos.

Alergias alimentares são outra consideração importante para os novos pais. Bebês amamentados têm uma chance muito menor de desenvolver alergias alimentares que ameacem a vida.

Como consequência, têm uma chance ainda menor de desenvolver doenças relacionadas, como distúrbios gastrointestinais, diarreia e vômitos.

O leite materno protege os bebês de alergias alimentares, porque tem uma alta concentração de imunoglobulina IgA. A IgA atua ligando-se a proteínas estranhas e impedindo-as de entrar na corrente sanguínea da criança. As crianças não começam a produzir IgA até cerca de 8 meses de idade.

Outros estudos concluíram que a amamentação também pode proteger seu filho de doenças como esclerose múltipla e leucemia. Novos pais devem explorar cuidadosamente suas opções e tomar decisões informadas sobre a saúde e o bem-estar de seus filhos.

Fale com seu pediatra ou entre em contato com a unidade de saúde local para obter mais informações. A escolha que você fizer afetará a saúde do seu filho pelo resto de sua vida.

Deixe um comentário abaixo!