Bebê

O que fazer quando o bebê está com cólica?

colica bebe

Muitas mamães não sabem o que fazer quando seu bebê está com cólica.

Mas também não é pra menos, né?

Ver o seu filho se contorcendo de dor, e não saber o motivo, nem o que fazer, bate o desespero em qualquer um.

Leia este artigo que te damos dicas para lidar com esta situação com seu filhote.

 O que pode ser feito quando o bebê está com cólica?

Mamães, pode parecer estranho o que vou falar, mas as cólicas em bebês são muitos comuns.

Eu sei, bate um desespero, sobretudo por ver nossa coisinha se contorcendo de dor.

O primeiro passo aqui é saber se de fato o seu filho está com cólica.

As próprias mamães já conseguem notar a mudança da criança.

Pois o choro, seja para o leite ou quando está sujo de xixi ou cocô, já é conhecido pela mamãe.

Quando o choro de cólica vem, ele dura mais tempo, e é mais dolorido.

A mamãe vai notar que seu filho irá chorar por um tempo mais prolongado, e mais alto.

Com isso, já temos os primeiros sinais de que algo não está normal.

 

O que fazer quando eu suspeitar que meu bebê está com cólica?

Como falamos acima, o primeiro sinal é a diferença no próprio choro.

Com isso, a mamãe pode prestar atenção à duração do choro.

Muitos pediatras afirmam que se o bebê chorar por 3 horas consecutivas, o que é incomum para uma criança.

Se o choro for por três dias na semana, e durar três meses já temos uma constatação de que o seu filho está sentindo cólicas.

Este período não é taxativo, e é uma recomendação destes profissionais.

Assim, a mamãe notando diferença na primeira semana, já pode levar seu filho para o pediatra para que este ateste o problema do seu filho com um diagnóstico mais preciso.

Como saber se o bebê esta com cólica?

Uma das piores experiências para algumas mamães é quando o seu bebê está com cólica.

Saber identificar e, sobretudo, prevenir estas situações são essenciais para as mamães e seus pequenos

É o que vamos descobrir neste artigo.

colica no bebe

 

O dilema de descobrir se o bebê está com cólica ou está chorando por outro motivo

Sabemos que todo bebê chora.

Seja pela fome, ou quando está sujinho ou incomodado com algo.

Mas tem um fato que chama a atenção de muitas mamães.

É quando seu bebê está com cólica.

Quando o bebê está nesta situação costuma chorar fora do normal e de forma ininterrupta.

Estas situações acabam trazendo um grande desespero para a mamãe, principalmente aquelas de primeira viagem, pois o filho está chorando com um grau de intensidade maior que o normal.

Quando a mamãe estiver diante de situações assim, é muito importante que observe se seu pequeno está com gases, ou se sua barriguinha está um pouco endurecida.

É comum ainda ver o filho fechar os punhos, tamanha dor. E agora mamãe, o que fazer nestas horas?

 

O que fazer quando meu filho está com cólica?

Na verdade, o mais recomendável é observar o seu bebê.

Muitos pediatras recomendam que você se atente para o que eles chamam de Regra de Três.

Se a mamãe observar que o choro do bebê está mais forte, que ele dura em torno de 3 horas, ocorre pelo menos em três dias da semana, e por mais de três semanas, pode ser um sinal claro de cólica.

Para as mamães de primeira viagem que não quiserem aguardar este período, ao primeiro sinal de choro fora do controle, recomenda-se procurar o profissional pediatra de sua confiança.

A cólica pode vir a se confundir com outro problema, daí o motivo para terem cautela ao darem algum remédio ou tomarem algum procedimento para resolver a questão.

 

Quais as precauções a serem tomadas?

As mamães podem tomar uma série de medidas para ajudarem seus pequenos a não sofrer com as dores da cólica.

E uma das primeiras dicas é, mamãe, dê apenas o leite materno para o seu filho.

Isso mesmo.

Quando o estômago da criança entra em contato com leite de vaca ou outro alimento, a barriguinha dela não está preparada para receber ainda este tipo de alimento.

Bebês com intestino preso também costumam apresentar maior incidência de cólicas.

Assim, é recomendável que a mamãe preste atenção se seu filhote está com alguma dificuldade de fazer cocô.

Outro fator que pode influenciar nas cólicas do bebê é a alimentação da própria mamãe.

Então, você mamãe, terá que mudar alguns hábitos alimentares nos primeiros dias de vida do seu filho.

Evitar tomar leite, comer chocolate (Eu sei que você consegue, mamãe. São só alguns meses. E é pelo bem do seu filho).

Além disso, evitar tomar café e comer frutas cítricas.

Todos estes alimentos podem vir a influenciar na rotina do seu filho.

Então, se o seu bebê está com cólica, preste atenção a estes detalhes e mude a rotina.

 

 Tem algo que diminua a dor?

Ainda que o mais recomendável seja os papais e mamães procurarem o pediatra.

Mas tem algumas práticas que costumam dar certo quando o filho está com cólica.

Massagear a barriguinha, fazendo uma leve pressão, pode liberar os gases.

Que tal experimentar colocar seu pequeno em um balde com água quentinha?

Dá certo para muitas mamães.

Muitas mamães relatam que o contato alivia a dor da criança.

Coloque a criança no sling, e o contato do corpo ajuda.

Os pais também podem ser uma peça chave neste momento doloroso, pois seu corpo é mais quente, e o contato com o filho pode ajudar.

Algumas recomendações também podem auxiliar quando o bebê está com cólica.

As mamães devem prestar atenção ao dar de mamar aos seus filhos, pois dependendo do modo como estejam dando, o filhote pode estar, ao invés de bebendo o leite materno, sugando ar.

Isso implica em gases.

Outro fator que age de forma silenciosa é quanto à alimentação da mamãe.

Evitar tomar leite, derivados de leite e café também pode ser uma ótima forma de evitar que seu pequeno tenha cólica.

Alimentos que causam cólica no bebê

Saber os alimentos que causam cólica no bebê é importante para que os filhotes não sofram com este incômodo.

Afinal, um drama vivido por muitas mamães ao ver os seus bebês com cólica.

Principalmente as mamães de primeira viagem ao se depararem com o desespero de seus pequenos.

Aí bate a angústia e o sentimento de apatia justamente por não saber o que fazer.

Pensando nisso, nós vamos falar neste artigo sobre os alimentos que você deve evitar, mamãe, para não causar cólica no seu filho.

 

Quais os principais alimentos que causam cólica no bebê?

Aqui está um dos pontos chave deste problema.

Saber identificar exatamente os alimentos que causam cólica no bebê é uma forma de beneficiar a saúde da mamãe, e principalmente diminuir o sofrimento do seu filho.

Dependendo dos alimentos que a mamãe coma, ela pode passar as características destes alimentos para o bebê, por meio da amamentação.

Vamos saber de uma vez então o que pode e o que não pode?

 

O que a mamãe não pode comer?

Mamãe, pelo bem do seu filhote você terá que fazer alguns sacrifícios.

 

Leite de vaca

Evitar o leite de vaca mamãe, pois isso pode influenciar na formação de gases ou alguma outra reação adversa o estômago da criança.

 

Chocolate

Mamãe, nada de chocolate, ok?

Eu sei, é um grande sacrifício, mas a mamãe consegue.

Além das proteínas do leite, muitos chocolates tem pequenas quantidades de cafeína, que podem ocasionar um desconforto enorme para o seu filhote.

 

Carne vermelha

Carnes vermelhas tendem a demorar mais na digestão. Se a mamãe estiver com a flora intestinal desregulada, o alimento pode ser alvo de bactérias ao fermentar.

 

Iogurte

Seja o iogurte comum ou o integral, ambos levam leite, e como já sabemos mamãe, a proteína do leite pode aumentar os gases no bebê.

Daí para a cólica é um pulo.

Então, evite ao máximo os iogurtes.

 

Como identificar as cólicas?

bebe com colica chorando

As cólicas começam a surgir por volta da segunda semana após o nascimento.

E sabemos que os bebês choram, por uma infinidade de motivos.

Seja por que estão com fome, ou quando estão sujinhos de xixi ou cocô, o bebê vai abrir aquele choro.

Mas quando é cólica, a mamãe vai sentir uma diferença, pois o choro é mais forte, e dura mais tempo.

Em alguns casos o bebê pode chegar a chorar mais de 3 horas, mais de três vezes por semana.

O mais recomendável se a mamãe notar que seu bebê está com o choro alterado é ir ao pediatra.

Preste atenção se sua alimentação alterou de alguma forma, e relate ao profissional que te atender.

Até quantos meses o bebê sente cólicas?

O período em que o bebê sente cólicas é um dos mais tortuosos para a maioria das mamães.

Isto por que muitas vezes não se sabe a origem da dor, e ao ver a criança sofrendo muito, sem motivo aparente, pode causar alguma espécie de desespero na mamãe.

Mas cólicas são comuns na maioria dos bebês.

O ideal é saber o que fazer e como prevenir para que seu bebê não sinta esta dor novamente.

 

Afinal, até quantos meses meu bebê sente cólicas?

Não há consenso entre os pediatras, alguns dizem que entre os 3 ou 4 meses de vida, o bebê deixa de sentir este incômodo.

Mas isso não é regra.

Algumas crianças podem deixar de sentir cólica antes deste período.

Mas mamãe, tão importante que saber quando acaba, é saber como auxiliar o seu filhote neste momento.

E principalmente, o que fazer para que ele não venha a sentir cólica.

O que pode ser feito quando meu filho sente cólica?

As cólicas costumam ser detectadas quando o bebê apresenta um quadro de choros fora do comum.

Normalmente o choro dura em torno de 3 horas.

Muitos pediatras informam que se o bebê chora durante, aproximadamente, 3 dias, por um período de 3 semanas, estaria aí caracterizada a cólica.

Quando a mamãe nota que seu filho está com cólica, ela pode adotar alguns procedimentos, que variam desde massagear a barriga, colocar o bebê em um balde com água quente e dar para o papai cuidar.

O mais recomendado é que o bebê seja levado ao pediatra, para que este analise melhor a criança e possa, eventualmente, receitar algum medicamento para estes momentos de dor.

 

Posso fazer algo para que meu filho não tenha cólica?

Sim, mamãe.

E este é um dos pontos mais importantes quando falamos em cólica de bebê.

Muitas questões podem influenciar e facilitar com que o bebê tenha cólica.

Sabe quando seu bebê está mamando, e você vai ver e o danadinho está é fazendo o seu seio de chupeta?

Então, ali o bebê está sugando ar, o que facilita a ter cólica.

O bebê, pelo menos até os 6 meses de vida, deve tomar apenas o leite materno.

Contudo, muitas mães acabam introduzindo, sem necessidade, leite de vaca e até outros alimentos na rotina alimentar do bebê.

O organismo da criança não está preparado para receber este tipo de alimento.

Assim, é recomendável que a mamãe dê somente o leite materno até os 6 anos de idade, e somente a partir daí comece a introduzir outros alimentos.

A não, lógico, que o médico veja a necessidade de complementar a alimentação do bebê, caso o leite materno esteja sendo insuficiente para suprir todos os nutrientes necessários.

Outro fator muito importante diz respeito à alimentação da mamãe.

Alguns pediatras informam que a alimentação da mamãe influencia no leite materno.

Remédios naturais para cólica de bebê

Qualquer pai cujo bebê tenha sofrido de cólica pode dizer que a cólica é uma das experiências mais excruciantes jamais imagináveis. Nada é pior do que ver o bebê com dor e não poder ajudá-lo.

Encontrar alívio para a cólica rapidamente se torna uma prioridade superior.

Há muitos remédios diferentes para cólicas que podem ajudar no resgate do seu bebê em particular. Cada bebê é único e só pode responder a algumas ou a uma combinação de remédios para cólicas.

Infelizmente, os pais podem ter que usar o antigo método de tentativa e erro para determinar quais fornecem a maior quantidade de alívio para seu sofredor de cólica.

remédios naturais para cólica do bebê

Uma coisa é certa: os dias de “espera” são longos para aqueles determinados a encontrar uma resposta. Não há necessidade de sofrer desnecessariamente junto com o bebê. Se você já tentou todas as técnicas apropriadas de alimentação e arrotos e o bebê ainda está chorando, certifique-se de aplicar os métodos seguintes:

Música, Som

Canções de ninar tradicionais, música clássica composta por crianças e CDs de batimentos cardíacos / ventre, são remédios externos muito populares que relaxam muitos bebês que sofrem de cólica.

Alguns pais tiveram grande sucesso ao colocar o bebê em um carrinho de corrida, em cima de uma máquina de lavar louça, máquina de lavar, secadora ou próximo a um aspirador de pó. Um suave “shhhhhhhing som no ouvido do bebê pode funcionar magia, como pode sussurros suaves e cantarolando ou cantando.

 

Dieta

Bebês alimentados com mamadeira no estado de cólica podem apresentar melhora se mudarem para uma fórmula diferente, como a soja. As mães de bebês amamentados podem ter que prestar muita atenção em sua própria dieta para garantir que os bebês não estejam tendo reações negativas a certos alimentos.

Tente eliminar os seguintes culpados comuns, um de cada vez, por uma semana, para ver se há algum sinal de melhora para o bebê: laticínios, cafeína, chocolate e alimentos que produzem gases, como brócolis, couve-flor, repolho, cebola, pimentão, melão, tomate, frutas cítricas, feijão e amendoim.

 

Água mineral

Certifique-se de verificar o local antes de comprar água mineral. Muitos afirmam ser naturais, mas incluem ingredientes artificiais e conservantes. O sistema digestivo dos bebês com cólica certamente não precisa de nenhum desses irritantes potenciais. Algumas águas não são muito úteis.

 

Banho, Massagem Aromaterapia Quente

Adicione algumas gotas de lavanda a um banho quente e siga com o toque suave da massagem. Concentre-se na área da barriga para aliviar o gás preso. Você pode pesquisar técnicas de massagem do bebê na web ou pegar um livro sobre o assunto.

Um bom para tentar é a arte prática da massagem do bebê por Peter Walker. Você pode comprar óleos de massagem de lavanda, camomila e erva-doce projetados especificamente para a massagem do bebê.

 

Panos

Os bebês são muitas vezes acalmados quando enrolados ou mantidos perto do tórax e dos batimentos cardíacos dos pais, uma vez que são reminiscentes do conforto e da segurança do útero.

Bebês recém-nascidos são acalmados em berçários com panos. Técnicas de dobrar mantas macias e elásticas são fáceis de aprender. Encontre instruções e diagramas on-line ou pegue um livro ou revista sobre o tema.

 

Movimento

Andar, balançar e movimentar são muito reconfortantes para a maioria das crianças. A boa e velha cadeira de balanço pode ser o suficiente. Alguns pais são conhecidos por empurrar carrinho de bebê ou dirigir no carro até que o bebê adormeça.

Tente colocar o bebê em uma caixa torácica infantil ou funda para que suas mãos possam ficar livres. Caminhe com o bebê virado para baixo do braço com a mão sob o abdômen, aplicando uma leve pressão. Esta posição é muitas vezes referida como “a retenção da cólica”.

Muitos bebês gostam de estar ao ar livre. Quase todos os bebês adoram balanços. Tente uma combinação dos itens acima para ver o que ajuda a acalmar o bebê melhor.

 

É isso mamães, esperamos que este artigo seja útil.

Se gostou, deixa um comentário aqui embaixo, e compartilhe com a gente suas experiências com seu pequeno.